Pesquisar este blog

segunda-feira, 22 de março de 2010

Escravos que tenta liderar escravos.

Eu nasci no Nordeste Goiano. Sou descendente de Kalunga. Para quem não conhece o Nordeste Goiano é a parte mais pobre do Estado de Goiás e já foi conhecido como o Corredor da Miséria. Eu lutei muito para chegar onde estou chegando. Estudei em uma faculdade isolada do Sudeste do Tocantins, fiz mestrado em Educação na Universidade Federal de Goiás, e agora estou Doutorando em Educação pela Pontíficia Universidade Católica de Goiás. Digo isso para afirmar de coração: Senhor Reinaldo de Azevedo estou chocado com sua falta de escrúpulo e com o tratamento dado a uma Instituição de Ensino.

Eu entendo, Senhor Reinaldo, que o sendo de uma direita pobre de argumentos, afinal foi o que entendi ao ler diversas outras reportagens do senhor, desde que escreveste sobre Goiatuba tente tanto desqualificar seus adversários. É uma pena que só agora eu resolvi ler o senhor por que até agora o senhor, bem como a revista veja fazia parte daqueles tipo de imprensa que nunca me dei ao trabalho de ler. Aliás, sempre aconselhei meus alunos a não lerem a veja. Acho que isso faz mal para o desenvolvimento das virtudes espirituais e intelectuais.

Eu entendo, Sr. Reinaldo, que sendo de uma direita pobre em argumentos o senhor conseguiu ver no texto do professor Ivaldo apenas erros de português,( como se a veja não tivesse os mais absurdos erros, isso, as poucas vezes que li, por obrigação de um ofício, quando trabalhei em assessoria de comunicação, aliás, a pior coisa da minha semana era conferir o que Veja havia publicado.

Eu entendo Sr. Reinaldo, que sendo de uma direita pobre em argumentos o senhor sinta tanto ódio do Senhor Delúbio Soares, afinal, a direita governou este país por 500 anos, e manteve mais de 50% da população abaixo da linha de pobreza, o Sr. Delúbio foi um personagem importante para derrotar sua direita pobre em argumentos. E sinceramente, Sr, Reinaldo, não me importa agora se o memensalão é, foi ou deixa de ser crime. Sr. Reinaldo, vendo o quanto de pessoas sairam da pobreza neste governo Lula, eu digo ao senhor sem medo de ser acusado do que o senhor quiser me acusar: Se o preço para o Sr. Lula ser presidente do Brasil fosse o mensalão eu mesmo o teria inventado.

Com certeza, Sr, Reinaldo, o Senhor não sabe o que é fome. Não sabe o que é acordar de manha e não ter café na mesa, não saber o que se vai almoçar. E eu que sonhava em fazer uma faculdade ouvir dos mais ricos que eu não devia estudar, por que? por que era pobre. Sr. Reinaldo, o senhor deve ter muita raiva do Prouni, muita raiva da Polítca de Cotas, Muita raiva da Lei Maria da Penha. O Senhor deve ter muita raiva de tudo que faz este país ser mais igualitário.

Com certeza, Sr. Reinaldo, o Senhor nunca andou por este Brasil. Deve viver sua vidinha de elite, (nem sei se em São Paulo ou rio de janeiro, quer saber, nem me interessa onde o senhor mora"), esta elite que não conhece o Brasil,não conhece como vive o brasileiro que sustenta este país, o brasileiro que vive de salário mínimo.

Eu entendo, Sr, Reinaldo, seu preconceito contra os goianos, contra Goiatuba. Quero lembrar ao senhor que nos governos de Direita também tem mensalão. Tem mensalão no DF, aliás, o senhor já se deu ao trabalho de escrever criminalizando o Arruda? ou no pensamento racional e não ideológico do senhor a corrupção e o mensalão do DF é diferente???

Eu fico aqui acompanhando a questão da Educação em São Paulo, a educação pública, claro, a educação dos pobres.Vi e li hoje a forma como o senhor trata os professores da rede pública. Sr. Reinaldo, eu que não sou de esquerda, que não me considero um ideólogo de coisa nenhuma, hoje agradeci a Deus por o senhor não ser Goiano.

Um dia Senhor Reinaldo, eu irei a São Paulo, ensinar sobre democracia, igualdade social e outras coisas importantes para o Sujeito comteporâneo. Quero vê-lo em minha platéia senhor Reinaldo. Ah,ai, lá, o senhor me lembra de dizer por que razão eu resolvi escrever esta carta ao senhor.

Eu imagino, sr. Reinaldo, que meu texto deve ter muitos erros de português. Sabe de uma coisa, eu não faço correção de nada que escrevo no meu blog. E não vou fazê-lo agora por ver a forma derespeitosa na qual o senhor leu o texto do professor Ivaldo. Já que o senhor tem tempo de sobra, aproveita para corrigir meu texto.

Quanto ao Professor Ivaldo, que o senhor descaracteria, desrespeita, sem ao memenos investigar o que ele faz em goiatuba, como luta pelo crescimento da Instituição, vou lhe dizer algumas palavras: Ele é um bom professor, conhece melhor o Brasil do que muitos colunistas paulistas e tenho certeza, conhece mais o Brasil hoje que o senhor.

Ah Sr. Reinaldo. Li uns textos seus sobre "Tropa de Elite", e que peróla de interpretação o senhor faz de Kant e de Foucault. Meu Deus, eu não sabia se estava lendo piada ou revista em quadrinhos. É por isso que aconselho meus alunos a lerem direto na fonte. Em vez de lerem veja, eu os digo, leiam kant, leiam Foucault, Leiam Hegel. Nós somos capazes de entender, somos capazes de entender, compreender, eu os digo. Não é por que nascemos em Goiás, que precisamos ler estas porcarias de veja e companhia pra entender kant. Fala Sério, Sr. Reinaldo!! Quem o ensinou a ler Kant?

Que peróla o senhor constrói ao discorrer sobre assuntos como droga, violência doméstica, etc. Meu pai, Sr. Reinaldo, preserve a natureza. Não deixe a Veja publicar tuas porcarias. Eu não acredito que o senhor comete estes erros por ignorância. Afinal, o senhor é paulista, colunista de Veja, o Homem capaz de escrever sobre tudo, sobre todos. Aliás, o senhor não é vidente não?

Eu tenho um amigo goiano que classificaria o senhor como um escravo mor manipulador de outros escravos, e que certamente faria uma dura crítica a mim por estar escrevendo estas tortas linhas ao senhor. Para ele, nós temos que lutar para sermos homens livres, não escravos que governa escravos. Ele está certo. Pois então, Sr. Reinaldo, perdoe este escravo que lhe escreve. Perdoe-me por atrever-me a escrever ao escravo rei que tenta usar a pena para manipular os simples. Ah, Sr, Reinaldo, infelizmente eu duvido que o senhor vá eleger o Serra assim. O povo pobre não está nem ai para sua ideologia de direita, nem de esquerda. O povo pobre quer comida na mesa, escola para os filhos. E isso, o PT, O Lula, o Delúbio, contribui mais que sua direita esquizofrênica.

Sr. Reinaldo, eu o convido a conhecer o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário