Pesquisar este blog

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Vida que é doce ser vivida


Vida que é doce ser vivida.
Cada um de nós tem um caminho a seguir, o meu, sempre acreditei que tinha algo a ver com ajudar o meu povo e servir o meu país.
Um dia, uma pessoa sábia me disse que existem muitas formas de ajudar  a sociedade, e que as vezes, pequenas coisas valem mais que grandes coisas e realizações. Todo o dia penso nesta verdade. As pequenas coisas estão no viver a vida, de forma doce, com paz no coração. Cuidar dos entes queridos, sentir a brisa, o vento, respirar. A vida doce de ser vivida.
Eu pensava que só seria feliz quando realizasse algo bem grande. Esta pessoa sábia me ensinou que a felicidade está em reconhecer a pessoa que amamos, e que esta pessoa é também apenas um ser humano. Sim, todos somos apenas seres humanos.  Não posso deixar de acreditar que existem bandidos, homens maus, mas posso acreditar que mesmo estes, são seres humanos.
Eu pensava que só seria feliz se fosse rico e tivesse muito dinheiro. Um dia aprendi que a riqueza maior é um caráter onde se possa ver a retidão.
Eu pensava que conhecimento era o segredo de tudo, daí, aprendi que conhecimento só tem valor quando tem como fundamento o amor.
Eu pensava que o poder resolvia os problemas, ai, aprendi que o poder é um instrumento, somos nós os homens que resolvemos ou não os problemas.
Eu pensava que quando se amava era preciso dizer tudo em palavras. Hoje, aprendi que quando se ama de verdade as palavras desaparecem e aos poucos o amor vai se tornando ação, sacrifício, entrega.
Eu pensava que o silêncio significa ausência de palavras. Aprendi que o silêncio é na maioria das vezes um sinal de sabedoria.
Eu pensava que o sentido da vida era realizar. Aprendi que o sentido da vida é amar. O restante é conseqüência do amor, pois só quando de fato vivi a experiência do amor pude viver na plenitude do ser.
Eu pensava que as pessoas que eu amava precisavam de mim. Eu aprendi que sou eu quem precisa de todos aqueles que amo.
Eu pensava que estar perto era estar junto. Aprendi por meio de muita dor que estar perto nem sempre é estar junto, e que estar junto nem sempre é estar perto.
Eu pensava que se não pudesse viver com a pessoa amada eu não poderia existir, daí aprendi que  quem ama não deixa de existir jamais, por que o amor é eterno.
Eu pensava que um dia eu saberia tudo, daí aprendi que é mais importante saber amar que saber das coisas, e que ciência sem sabedoria é a ruína da alma. Aprendi que estar com aqueles que amamos vale mais que qualquer tesouro, e que perda de um amor é uma perda inestimável.


Um comentário:

  1. como seria nossas vidas sem problemas?

    é imposível vivermos num mar de rosas, sem contas a pagar, sem pensar no próximo, sem pensar nos que tem fome, das pessoas que se vão...o mundo está repleto de problemas uns conseguimos resolver outros tentamos e outros nunca conseguiremos, mas isso não quer dizer que nunca tentamos. o importente é saber que assim como nóss que lutamos para que tudo melhorasse existem outras que continuarão lutando, tentando mudar, melhorar mas para que isso aconteca temos que mostrar para estas pessoas que é só ''vivendo'' que conseguiremos mudar pois o ''amor'' as vezes adormecido pode se tornar um vulcão, vulcão este que fará esta transformação.

    ResponderExcluir