Pesquisar este blog

sexta-feira, 8 de junho de 2012

De coração para coração – Poesia para tua alma


 

Olho-te

E quando vejo, e o que vejo, não são teus olhos,

Vejo teu coração e tua alma.

No teu olhar cinzento, vejo a busca do infinito.

No teu olhar distante é que sinto as batidas do teu coração.



Na tua busca do infinito, vejo meu próprio caminhar.

A estrada longa, cheia de pedras e obstáculos.

Na tua caminhada vejo os sonhos de uma mulher para se amar.

Na tua coragem, nos teus pensamentos, todos os motivos para te admirar.



No teu coração, vejo marcas, marcas de um passado que resiste a sangrar.

Nas marcas, vejo dores de amores vividos a luz da lua.

Nos amores, vejo medos de que o futuro se torne o passado a mortificar.

E, estendo-te  minhas mãos, na esperança que a felicidade não esteja nua.



E em tua alma, ...

Só minha alma poderás dizer.

Pois que o amor que transcende o coração só dialoga de alma para alma.

E, resiste, e caminha, e segue, e retorna....

E, mesmo em meio a dores segue calma..

Escondida no teu doce olhar.














 






Nenhum comentário:

Postar um comentário