Pesquisar este blog

sexta-feira, 8 de junho de 2012

O mistério do teu silêncio.




Digas-me o que passa em tua alma.

Conte-me do mistério do teu silêncio.

Não podes roubar-me  minha doce alma.

Nem roubar meu sono e meu alento...



Deixes que minha alma acompanhe a tua...

Mesmo que seja para as profundezas do inferno de Dante.

Pois esta vida, que transformada em uma “Divina Comédia”, nua.

Não desejo ser mais que um rebelde infante...



Vale o sacrifício para ouvir os gritos da tua alma.

Mergulhar no teu silêncio, profundo e varonil.

Alojar nos teus seios de Isis orvalhada....

E vencer com amor  o prazer mais vil.



Conte-me do silêncio da tua alma...

Antes que fique nu o meu coração...




2 comentários:

  1. Parabéns! adorei sempre amarei vc

    ResponderExcluir
  2. Opa, amado anônimamente....bom também. Obrigado. E obrigado peo sempre amarei vc também.

    ResponderExcluir