Pesquisar este blog

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Friboi e o desrespeito a Democracia: O dinheiro Compra tudo?


Nelson Soares dos Santos[1]

Nos últimos dias tem tomado as páginas dos jornais notícias da crise que envolve o PMDB e a  sua disputa interna que parece estar estabelecida entre Friboi e Iris Resende. A pergunta que gritou em minha mente ao ler um artigo após outro foi: até que ponto esta crise do PMDB pode afetar o avanço da democracia em nosso Estado?
A democracia só é construída pela ação contínua e consciente de todos os cidadãos de uma comunidade, um estado, ou um país. No caso citado, muitos dirão que o problema é interno do PMDB, mas cabe a pergunta: sendo o PMDB um partido tão grande, aquilo que desrespeita a história do PMDB e do seu maior líder não é também uma afronta ao avanço da democracia e do desenvolvimento  humano no Estado? E afina, caso seja verdade que Friboi está conseguindo apoios entre prefeitos e candidatos a deputados utilizando do discurso de extrema ajuda financeira, não será isso por si só uma afronta a democracia?
A verdade que grita da realidade é que Friboi não tem história política, não há registros da preocupação do mesmo com a sociedade, com a coletividade ou com os seres humanos. E se um dos papéis primordiais do Estado hoje é prestar serviços de qualidade que propicie o avanço do desenvolvimento humano, com que autoridade pode Friboi avançar tão destemidamente sobre a história de um dos homens que mais fez por este Estado? Hoje, os últimos movimentos do Friboi demonstra uma total falta de respeito ao avanço do desenvolvimento humano e da democracia em nosso Estado. E se o mesmo tiver sucesso e se emplacar como candidato do PMDB, temo que um grande partido terá faltado com sua honra e sua história perante os cidadãos deste Estado.
Quando recursos financeiros começam a gritar muito alto, tanto tempo antes de uma eleição já não é possível falar mais de democracia. Homens que são capazes de mudar de lado pela quantidade e  ou promessa de ajuda financeira não serão jamais bons representantes dos sonhos de uma sociedade melhor. Uma democracia só será uma democracia verdadeira quando homens conscientes dialogarem e argumentarem com consciência de si, mais conscientes ainda de que “ o que é meu é meu, e o que é teu é teu”. E se alguém aceita algo de outro para que concorde, perde a própria consciência, deixa de ser dono de si, e assim, é que nasce a vida de Gado. Sendo, assim, logo todos terão de perguntar: “esta carne é Friboi?”



[1]

Nenhum comentário:

Postar um comentário