Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Discurso do Presidente Itamar Franco no Lançamento do Plano Real. ( 1º de Julho de 1994)


Senhor  presidente do Congresso Nacional, Senhor presidente da Câmara dos Deputados, Senhor Presidente do Supremo Tribunal Federal, Senhores líderes do Governo no Senado e na Câmara, Senhores Ministros de Estado, Senhores Jornalistas, Senhores e Senhoras, moços e moças.
Os homens são construídos pela vontade, e esta mesma vontade reunida pela esperança levanta as nações e as projeta no tempo, em sua necessária aspiração a eternidade. A vontade, mais do que o vento, mas do que as volúveis correntes marinhas, trouxe as caravelas a esta terra para em seguida abrir o caminho aos sertões, empurrar a linha de Tordesilhas, até a muralha ocidental da cordilheira e edificar a mais importante sociedade ao sul do Equador.
A esta vontade tão poderosa, tem faltado ao longo dos séculos, e mais ainda, ao longo deste século, outra e indispensável virtude. A virtude da Justiça. Desprovido do espírito de Justiça os homens podem ser individualmente prósperos mas não fazem ricas as nações, desprovido de justiça, que deve ser o instrumento prático ao dar equidade de valor ao trabalho e aos bens, a moeda perde o respeito dos homens e longe de servir aos povos, corrompe a sociedade, desfaz os valores morais, destroça a esperança e enfraquece a vontade.
Com a chegada do real neste primeiro de julho o Brasil tem a oportunidade de mudar de forma definitiva o curso de sua história. A moeda é o mais concreto dos atos de confiança das nações em si mesmas, por isso, todos os processos inflacionários da história se relaciona com as crises políticas e morais. É a inflação que tem cobrado dos mais pobres, daqueles que não tem como se proteger, o mais pesado de todos os impostos, o imposto da inflação. Por que são os mais pobres, os trabalhadores mais humildes, a grande maioria do nosso povo os que veem o seu salário corroído impiedosamente logo após o primeiro dia do pagamento. São eles que sentem mais de perto, os efeitos de um mercado de trabalho que não acompanha o crescimento da nossa população e nem a sua expectativa de uma vida melhor por que faltam os investimentos produtivos que a inflação canaliza para a especulação.
Ética e responsabilidade, transparência e diálogo são as qualidade que marcam os atos praticados em uma democracia. São estas qualidade que inspiraram o plano real desde sua criação, e são elas que asseguraram o seu êxito, por que fizeram com que o plano fosse conhecido e discutido amplamente pela sociedade, pelo congresso nacional, pelos agentes econômicos, pelo cidadão. Mais de uma vez eu vim a público para expressar sentimentos e inquietações do homem do povo, daqueles que na sua busca de justiça e proteção se voltam para o presidente da república como depositário de suas esperanças. Fui por vez incompreendida ao fazer isso, mas este é um dever indeclinável do governante.
Sei que agora eu interpreto um sentimento de confiança da maioria dos brasileiros. De esperança tão próximas de realizar. Esta confiança deve ser a principal motivação para que o governo continue inteiramente empenhado no êxito do plano real, por que esta confiança é o que está mobilizando cada cidadão que deseja o êxito do plano real. E eu não tenho dúvida de que eles são maioria, uma maioria que cresce e participa, que faz a história do novo tempo que está começando.
Senhor Presidente das casas legislativas, Senhor presidente do STF, Senhores lideres, senhores ministros, senhoras e senhores, moças e moços, o empenho do governo para o êxito do plano de estabilização monetária não se limitará a declarações e  aos atos gerais da administração financeira. Para a moeda seja preservada empregaremos todos os recursos constitucionais de que dispomos. O governo não aceitará e nem permitirá, interesses particulares, nem sempre legítimos, se sobreponham aos superiores direitos da coletividade.
O Governo sabe que poderá contar com a maioria dos empresários brasileiros, que não tendo mais que acrescentar aos seus preços os elevados custos financeiros poderão trabalhar com tranquilidade e contribuir decisivamente para o fim definitivo da inflação. De nada nos adiantará moeda estável se sua estabilidade estiver fundada na recessão econômica. Nosso objetivo é do desenvolvimento em bases seguras com a criação de empregos remunerados com justiça de tal maneira que todos os brasileiros se orgulhem do Brasil e se disponham a defender a sua soberania.
 Repito-lhes que o real é conquista política de todo povo brasileiro exausto das injustiças que a inflação agrava e disposto a fazer a pátria com a qual sonharam os nossos antepassados. Só o povo com a sua vigilância e seu empenho ético poderá assegurar seu êxito permanente. A grandeza dessa conquista transcende a circunstancia do tempo eleitoral. Trata-se,  do esforço de toda a nação, e coube ao presidente da república coordenar e administrar, a fim de no cumprimento do impostergável dever deixar ao seu sucessor quem quer que seja o escolhido moeda sólida capaz de promover o desenvolvimento sem faltar a justiça. Estou certo de que desta minha fé, comunga todos os senhores e todo o cidadão brasileiro de boa vontade. Muito obrigado.
Abaixo o link do audio.
http://www.youtube.com/watch?v=gVdmwRfBYrQ&list=PLA5690E9BE1511E33&feature=mh_lolz



Nenhum comentário:

Postar um comentário