Pesquisar este blog

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Sexualidade e vida espiritual.


John Dee foi um Grande Mago da Idade média. Conselheiro da Rainha Elizabeth era o que podemos chamar de um buscador nato. Na sua busca espiritual conheceu Edvaldo Talbot, também um grande buscador, ocultista que tinha como principal habilidade falar com os anjos. Juntos, realizaram muitos fenômenos que chamaríamos de milagres.
Um dia Edvaldo Talbot disse a Jonh Dee que tinha recebido a revelação de um anjo de luz e que este o dissera que deveriam eles compartilhar as esposas como meio de elevar ainda mais a alma até Deus.
Jonh Dee pediu a Talbot que se afastasse de sua casa e de sua família e nunca mais o viu enquanto viveu. 
Aqueles que escolhem o caminho do casamento ou dividir com uma outra pessoa a busca da evolução espiritual na terra por meio do casamento ou da parceria deve saber que a lei da polaridade não aceita transgressão. 
Estamos todos submetidos a lei da ação e da reação, a lei da compensação, mas nesse caso, sobretudo a lei da criação/destruição.
Não foi a toa que Jesus foi tão radical quanto ao adultério. O prazer que sentimos em um envolvimento de ordem sexual é produzido pela movimentação das forças da essência de divina que existe em nós, forças responsáveis pela criação e perpetuação da vida na terra. 
Toda ciência e toda magia pode ter sua síntese em um momento de êxtase produzido em um orgasmo no qual os dois participantes trilharam o caminho do sagrado.

O sexo desregrado e desajustado, desequilibrado é a fonte da maioria dos males de nosso tempo. O que se chama de liberdade é na verdade libertinagem e desrespeito a vida e ao sagrado que existe no ser humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário