Pesquisar este blog

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Um circo de horrores

Algumas coisas que tem chamado atenção ultimamente
1. Notícias de fatos são ignorados por uma grande parcela de pessoas com frases chavões tipo - " A cor não diz nada, a raça não diz nada, etc" 
2. Fatos de corrupção altamente comprovados são ignorados por uma quantidade imensa de militantes em defesa ferrenha dos seus senhores, donos de governos e donos de partidos tanto de um lado quanto de outro, e pior como se só houvesse dois partidos no Brasil o PT e o PSDB.
3. Uma massa imensa, uma massa disforme que não sabe pensar, não quer pensar, e não quer aprender a pensar toma as rédeas dos instrumentos que dirigem a sociedade. Eu me recuso a chamar est fenômeno de Fascismo, Nazismo, Stalinismo ou Macartismo; penso que é preciso encontrar outra palavra. Nos fenômenos pré segunda guerra mundial havia uma capacidade de pensar e de formar opinião bem mais alargada.
4. A balbúrdia sentimental tomou conta das pessoas. E não é de qualquer pessoa. Está presente na academia, nos dirigentes das igrejas e religiões e em todos os lugares. Não há mais um espírito científico, não há mais um espírito Filosófico. Não há mais regras do pensar e argumentação. Ver um alto dirigente do Governo em debate, ver um alto dirigente religioso ou um artista renomado debatendo alguma coisa é quase a mesma coisa de estar vendo uma briga de bebum nos bares da vida.
5. Os jornais já não publicam mais notícias. Quase sempre é mais opinião que notícia. E quando se publica precisamos tomar muito cuidado ao ler. A verdade está o tempo todo misturado a mentira. Não há preocupação em esclarecer o povo, apenas em enganar.
6. A economia se transformou em um ringue de ladrões. No meio que mais conheço que é a educação a economia ou os negócios se transformou em mecanismo de roubo e enganação. Mesmo quando a justiça condena uma ou outra Universidade, fecha um ou outro curso ou estrago está feito. O tempo das pessoas foi roubado. As pessoas em busca de conhecimento e do futuro estão desprotegidas. O Estado está a serviço das grandes corporações.
7. O fanatismo e o dogmatismo cresce a olhos vistos em todos os lugares. É como se tudo tivesse se transformado em quadrilha ou religião. Os partidos se transformaram ou em quadrilha ou religião; As religiões se transformaram em quadrilha que saqueia o povo incauto das mais variadas formas; Os governantes governam para os próprios interesses e por ai segue o enredo dos horrores.
8. Todo mundo quer melhorar o mundo mas inguém quer melhorar a si mesmo. A política da mudança sempre vale para a família do vizinho, o filho do vizinho, o cachorro do vizinho. Nós, não precisamos. Nosso partido é puro, nossa religião é pura, nossa família é pura.
9. E assim segue o circo dos horrores

Nenhum comentário:

Postar um comentário