Pesquisar este blog

sexta-feira, 25 de março de 2016

Não consigo admirar o Sérgio Moro


Nelson Soares dos Santos
Não sei por que razão não consigo admirar o Juiz Sérgio Moro. Hoje vejo que a Revista Fortune o colocou como o 14º líder mais importante do mundo. Sempre considerei as avaliações da revista como sendo próximas da realidade, mas, mesmo assim não consigo admirar Sérgio Moro. Já avaliei o Cúrrículo Lattes dele inúmeras vezes, li os artigos científicos que ele escreveu e publicou, a dissertação, a tese de doutoramento e, nada. Minha mente rumina, falta sinceridade de propósito, falta consistência.
1.           Sérgio Moro sabia que as relações promíscuas entre empreiteiras e políticos começou no ano de 1971, portanto, ainda no Governo dos militares. Por que começou a investigar apenas o Governo do PT?
2.           Sérgio Moro sabe que o processo de financiamento de campanha é um verdadeiro negócio onde está implícito o superfaturamento das obras públicas e que todos os empresários que contribuem para campanhas eleitorais o fazem pensando em levar vantagens nos processos de licitação. Então por que o Foco no Governo do PT? Por que não uma força tarefa para investigar todos os Governos Estaduais?
3.           Sérgio Moro sabia como funciona as relações dos empresários com a política. Amigo de João Dória, sabe exatamente como pensa o grande empresariado, então por que resolveu investigar apenas os empresários ligados a Lula e ao Governo Dilma?
4.           Sérgio Moro sabe exatamente os limites que deve conter a ação de um juiz. O que explica sua deliberada decisão de ultrapassar os limites constitucionais? O que explica sua deliberada escolha em praticar ações sabidamente ilícitas?
Por todas estas questões e muito mais, uma intuição ao olhar a foto do Sérgio Moro, não me deixa admirá-lo. Arrisco a dizer que Sérgio Moro deixará a toga e se arriscar na política. Entretanto, em uma democracia será mais um Jair Bolsonaro na câmara federal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário