Pesquisar este blog

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

A "Nova" Reforma Polìtica

A "Nova" reforma política segundo alguns deputados e senadores não pode ser chamada de nova, e, tão pouco de reforma política. Alguns se arriscarams a chama-la de reforma eleitoral, outros, chegaram a dizer que foi um retrocesso. Ou seja, quanto mais se tenta avançar mais se anda para trás. Eu fique mais de duas horas assistindo os pronunciamentos dos senadores sobre a liberação ou não da Internet. Foi o assunto que mais provocou polêmica. De um lado Eduardo Azeredo, que pelo que pareceu não tinha o apoio nem do seu próprio partido da defesa de suas idéias, de outro, os que queria liberar tudo.
Na verdade, tudo tempo perdido. A Internet já é livre, e ninguém pode controlá-la. Nasceu livre, continuará livre. É um instrumento na verdade, de controle, por meio dela nossas vidas são vigiadas, nossos dados são recolhidos, e muito se faz para que nos influencie o que compramos, o que vendemos e onde vamos.

A questão do anomimato na internet é outra coisa hoje incontrolável. Proliferou de tal forma as comunidades virtuais que a existências de perfis, blogs faques é uma cosntante inexorável. Por outro lado, quando mais se populariza o uso da internt, sobretudo por meio de cafés, etc, mais dificil se torna identificar os verdadeiros usuários, seja por meio dos ips, ou mesmo por que nos cafés, todos são anônimos.

A internet, será por muito tempo o lugar da liberdade e da iresponsabilidade; da calúnia fácil, por que escondida. Creio no entanto, que a medida que passarmos de 30 para 50 a 60% da população com acesso a rede, muita coisa vai mudar. Para onde? para Melhor? para pior? não arrisco prognóstico.
No cado da Eleição no Brasil e em Goiás acho positivo a liberação da Internet. Parece que poder enriquecer o debate, ou talvez não. Os Intelectuais goianos não Lêem os jornais de goiás, a elite goiana seja intelectual ou econômica continua com os olhos voltados para São Paulo. É como se o sonho de todos aqui fosse mudar para São Paulo.
Eu que sou goiano, gosto de goiás, e não tenho vontade de ir a lugar nenhum ainda sonho com a construção de uma sociedade goiana, onde se pensa e se vive goiás com a criativade de um goiano que se sente cidadão do mundo.
Os goianos precisamo discutir goiás, e a internet pode ajudar nisso. Precismos aprofundar a democracia, sobretudo a democracia social e econômica. Investir na formação de uma massa crítica que nos dê condições de melhorar nossa qualidade de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário