Pesquisar este blog

domingo, 14 de agosto de 2011



Há um mistério na terra;
Fecunda a alegria e a dor
Nela nasce as rosas e os espinhos;
Nela, sobrevive o ódio e o amor.

Há um mistério no mar.
Há vida na superfície e nas águas mais profundas;
De criaturas tão opostas serve do mesmo lar,
E assim como na terra, ali a vida fecunda.

Há um mistério no ar.
Onde ele está presente, sabe-se que tem vida.
A forma mais rarefeita ensinou o homem a voar;
E de quase invisível sua presença é esquecida.

Há um mistério no fogo.
Sua presença maior é o sol resplandecente.
Sua presença divina aparece no amor.
Seu calor é que da vida e alimenta nossas mentes.

Há um mistério na rosa.
E no seu desabrochar.
Há um mistério na vida;
Há um mistério no amar.

Há um mistério na rosa;
Há um mistério na cruz.
Há um mistério nas trevas.
Há um mistério na luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário