Pesquisar este blog

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Doses do Contemporâneo II

Trai por  que é traidor.
Mas diz-se. Traio por que magoaram meu coração.
E a fraqueza do caráter só faz aumentar a dor.
E se perde totalmente no labirinto da ilusão.

Mente-se diariamente.
E diz: Minha mentira é social.
É tristeza que para viver civilizadamente,
É preciso que se faça o mal.

Rouba-se o tempo todo.
E diz: Eu  não sou desonesto não.
Sou "flexível" neste mundo  novo,
para facilitar minha ascensão.

Mata-se de todas as formas.
E diz: Não sou assassino,
Apenas sigo todas normas,
que aprendi desde menino.

Adultera-se  das formas mais depravadas.
E diz: que nada, sou apenas liberal.
E justifica-se todas as vidas desgraçadas,
Pela existência do mal.



Nenhum comentário:

Postar um comentário