Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

O Brasil é um país de povo racista, machista e preconceituoso



Alguns sinais de que o Brasil é um país racista, Machista e preconceituoso.
1.    A maioria da população é negra e a percentagem de representantes negros nos espaços de poder é diminuto. Por outro lado, os presídios estão lotados de negros.
2.    É raro a existência de casamentos inter-raciais e quando há, os nubentes não cansam de contar histórias de constrangimentos vividos pelo casal principalmente em relação aos filhos.
3.    O preconceito é estendido àquelas que estão acima do peso, tem algum tipo de deficiência. A resistência das pessoas em respeitar os lugares reservados aos deficientes é uma prova do fato.
4.    No caso do Machismo as mulheres negras sofrem duas vezes mais: primeiro por serem negras, o que faz com que os homens brancos acreditem que elas não são mulheres para casamento. Não é difícil encontrar uma mulher negra com uma história assim para contar; além de sofrerem por serem negras, sofrem por serem mulheres e  então são tratadas como mulheres de segunda categoria.
5.    O racismo está tão arraigado que tem negros que no desespero de serem aceitos na sociedade passam a acreditar e agir como brancos. São os conhecidos “negros de alma branca”; dóceis e dispostos a fazer o serviço sujo da elite branca. Aliás, no Brasil o racismo é tão estranho que se houver dois garis varrendo a rua, e um for negro e outro branco, o branco se sente a elite e menos gari que o negro; o criminoso branco se sente menos criminoso que o criminoso negro unicamente pelo fato de ser branco. E o pior, a sociedade aceita esta justificativa.
6.    A grande maioria das mulheres, mesmo as mais feministas, tem dificuldade de conviver com um homem que ganham menos do que elas. O índice de divórcio é bem maior e são bem maiores as possibilidades de divórcio quando o homem perde o emprego em um lar onde os dois trabalham.
7.    As redes sociais estão cheios de casos que mostram existir uma compreensão extremamente equivocada do que é a liberdade feminina ou o papel feminino. Vide o caso da Fabíola que muitos interpretaram que ela poderia fazer o que quiser, sair com quem quiser por que era dona do próprio corpo, e esqueceram que quando uma pessoa casa tem a responsabilidade de exercer a lealdade.
8.    Por outro lado, a reação machista de  tratar o amigo do corno como o “Cara” e a mulher como “a puta”. Na verdade ambos naquela situação cometeram um crime de traição; um traiu o amigo, ela traiu o esposo. Ambos moralmente demonstraram não estar a altura da confiança neles depositada.
9.    O caso Kátia Abreu, é outro interessante. Fosse um homem chamando outro homem de namorador, ou uma mulher chamando um homem de namorador a reação não teria tido a mesma repercussão. Ou seja, o machismo está nos homens e nas mulheres.

10. Há uma parcela grande da sociedade que acredita piamente que não existe racismo. Aliás, o brasileiro é muito crente. Tem uma grande maioria que acredita que no Brasil as oportunidades são iguais para todos e que cotas para negros, mulheres ou índios é um desserviço a sociedade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário