Pesquisar este blog

sábado, 15 de janeiro de 2011

Esperando o sol nascer.

Aqui estou eu sozinho, novamente, nesta madruga fria.
mergulhado nas lembranças dos nossos sonhos de amor.
Então universalizo o que sinto, nesta jornada chamada vida
Tudo de quanto preciso é sentir o teu calor.


Quero o teu amor, quero o teu amor.
É dele que tiro a seiva que alimenta meu coração.
quero teu amor, quero teu amor,
quero caminhar segurando em tuas mãos.


Aqui estou eu sozinho, novamente, sonhando com a paz dos santos.
A tua imagem, rosa que desabrocha na luz do amanhecer.
Não deixa minha mente ser invada por estas figuras de antros,
Que tira a paz de tantos e, impede a tantos de viver...


Aqui estou eu sozinho novamente, sozinho na madrugada.
E a noite escura, amedronta o meu coração cheio de saudades.
Saudades dos teus olhos, do teu sorriso meigo, de tua voz embargada.
Saudades de tua voz, sempre recheada de amizade.


Aqui estou eu, sozinho novamente, esperando o sol nascer.
Esperando que o novo dia venha trazendo junto o brilho do teu olha,.
E que o orvalho da manha não seja  as lágrimas do teu sofrer,
e que a bela lua cheia não seja você, mais uma vez, a  nos desencontrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário